Nomenclatura e classificação …

Nomenclatura e classificação …

Nomenclatura e classificação ...

Nomenclatura e Classificaçãode Disco Lombar Patologia

DISCUSSÃO

Aceitação e padronização ocorrem Mais fácilmente when RECOMENDAÇÕES São Perto de Uma Comum Prática. No entanto, existem MUITOS pontos de vista contraditórios de Prática Comum e algumas Práticas Comuns São contraditórios Ao Nosso Objetivo principal, Que É clara a Comunicação Entre aqueles that interpretam como Imagens e aqueles Que Tomar decisões Clínicas.

Este Documento definir Uma nomenclatura Que descreve discotecas de Folhas e PARA O Clinico uma Descrição do Paciente. Ao faze-lo, não entanto, ISSO proporciona Uma nomenclatura Que Facilita a Descrição dos ACHADOS Surgical endoscópicos OU, Bem Como Imagens; e also, com a ressalva de that ELE ABORDA SOMENTE a morfologia do disco, Que Facilita a Comunicação parágrafo patients, FAMÍLIAS, empregadores, Seguradoras e autoridades Legais e Sociais, e permite a Acumulação de Dados Mais confiáveis ​​parágrafo à Investigação.

Neste Caso, NÃO E prudente recomendar Ao Contrário fazer entranhado USO Comum, mas Sábio reiterar a ressalva de that o termo "lágrima anular" NÃO implica etiologia traumática. Sem Caso em Que hum Único Acontecimento traumático E claramente A Origem da Perda da Integridade de hum anulus anteriormente Normais, Tais Como com Documentação e Resultados de lesão distracção violenta, o termo "ruptura" não anulus E apropriado, mas o Uso do termo "ruptura" Como sinónimo de lágrimas OU fissuras comumente observados E contra-indicada. Em CONCLUSÃO, portanto, "lágrima anular" e "fissura anular" São Ambos TERMOS aceitáveis, PODE Ser USADO adequadamente Como Sinônimos, e NÃO significam Que hum Evento traumático significativa ocorreu UO Que a etiologia E Desconhecida.

Algumas lágrimas PODEM ter Relevância clínica e Outros PODEM Ser Componentes assintomáticos e inconsequentes do Processo de Envelhecimento. Correlação das Caracteristicas do rasgo com Respostas a discografia e Outras OBSERVAÇÕES clinicamente Relevantes PODE permitir Que o observador a Fazer Tais distinções, mas tal ESTÁ Além do escopo Deste modelo de Definição e classificação baseada em morfologicamente.

Hérnia de disco. Como Necessidades da Prática Comum, tornam Necessário hum termo de diagnóstico that cobre como Varias permutações de material de fazer disco deslocado Para Além do espaço do disco intervertebral. disco herniado, hérnia Núcleo pulposo, ruptura de disco, disco prolapso (Utilizado de forma NÃO Específica), disco saliente (Utilizado de forma NÃO Específica), EO disco de Expansão (Utilizado de forma NÃO Específica) were todos utilizados na Literatura Formas em varias de denotam imprecisa deslocamento Definido que o material de disco Para Além do Espaço intermedio. A ausencia de Compreensão clara do significado destes TERMOS e falta de Definição de limites that devem Ser colocados em Cima de hum termo Geral criaram Uma grande Confusão ideal na Prática Clínica e na Tentativa de Fazer comparações significativas de Estudos de Investigação.

Um disco PODE ter Mais de Uma hérnia. A hérnia de disco PODE Estar Presente juntamente com OUTRAS alterações degenerativas, Fraturas OU OUTRAS anormalidades do Osso adjacente, OU OUTRAS anormalidades do disco. O termo "hérnia de disco" NÃO implica QUALQUÉR Conhecimento de causa, Diz Respeito AOS síntomas, o Prognóstico, or necessidade de treatment.

Discos projetava: Um disco ESTÁ "projetava," Se um Maior distância, em QUALQUÉR plano, Entre como Arestas fazer o material não discoteca Para Além do Espaço de disco E Menos do Que a distância Entre como Arestas da base, nenhum plano MESMO. O termo "protrusão" portanto E material de descrever apropriado Para fazer herniado disco, Como discutido Acima.

Como Ser saliências PODEM "focal" UO "Ampla base de de." A distinção between e focal de Base Ampla-se arbitrariamente fixada em 25% da circunferência do disco. Saliências com Uma base de inferior a 25% (90 graus) da circunferência do disco São "focal." Se o material de fazer disco herniado E de Modo um that uma protuberância comprises 25% a 50% da circunferência do disco, Que É considerado "protrusão de Ampla base."

O USO da distinção between "protrusão" e "Extrusão" E opcional e Alguns observadores PODEM preferir usar, em todos OS Casos, o termo Mais Geral "herniação". Otras distinções MUITAS vezes PODE Ser Feita relativamente à contenção, continuidade, volume, Composição e Localização do material de fazer disco deslocado.

Contenção / Continuidade: Material de hérnia de Ser PODE disco "continham" UO "incontido." O teste de contenção E se OU NÃO Tecidos OS disco deslocadas devem Ser inteiramente realizada Dentro anulus externa intacta. Um disco com hum "continham" hérnia NÃO vazar PARA O fluido do canal vertebral Que tenha SIDO injectado no disco. Embora o ligamento longitudinal posterior e / ou membrana peridural PODE cobrir parcialmente Tecidos extrudados disco, such discotecas Não São considerados "continham" um Menos Que o anulus exterior ESTÁ intacta. Estritamente Falando, a contenção REFERÊ-se a Integridade fazer anulus cobrindo exterior uma herniação do disco. Como limitações Técnicas dos Métodos de Imagem não invasivos Disponíveis atualmente (TC e RM) geralmente impedem a distinção de hum contido de Uma hérnia de disco incontido. Discografia NÃO permitem distinguir Uma cápsula contendo consistindo de Ambas como Fibras e anular como Fibras de hum ligamento longitudinal consistindo APENAS de Fibras de ligamento longitudinal, e essencialmente APENAS permite separar Uma "disco de vazamento" A Partir de hum "disco sem vazamento".

fragmentos fazer deslocadas Disco São, Por vezes, caracterizadas Como "Livre." UMA "Livre fragmento" E sinónimo de hum "sequestrado fragmento" e NÃO uma MESMA "incontido," Como esta ultima REFERÊ-se APENAS parágrafo a Integridade fazer anulus exterior e Não Tem QUALQUÉR inferencia Quanto à continuidade do material de fazer disco deslocado com o disco pai. Um fragmento considerado DEVE Ser "livre," UO "sequestrado," SOMENTE SE Não Há continuidade Remanescente do material de fazer disco Entre ELE e o disco de Origem.

O termo "migrado" disco OU fragmento REFERÊ-se Ao deslocamento do material de fazer disco parágrafo longe da abertura na anulus ATRAVES fazer Qual o Extrudido material. Alguns fragmentos migraram Será, sequestrado, mas o termo REFERÊ-se APENAS migrou Pará uma posição e NÃO uma continuidade.

Referindo-se o ligamento longitudinal posterior (PLL), Alguns Autores TEM distinguido Como o material de disco deslocado "sub-ligamentar," "extra-ligamentar," "trans-ligamentar," UO "perfurado." QUANDO uma distinção Entre um anulus exterior e o PLL E POUCO claro e e Um fragmento de according com Uma Estrutura misturada tal (POR vezes Chamada "cápsula"), Que Tem SIDO Chamado "sub-capsular." Se a membrana peridural Sozinho Rodeia o material de fazer disco deslocado, o deslocamento E POR vezes Chamada "sub-membranoso." Tais permutações de continuidade, de contenção e de Relações com ligamentos e Membranas São refinamentos that poderão atender determinados barbatanas, mas NÃO substituem a Definição básica de hérnia de disco e Os principais sub-categorizações de Extrusão e protrusão.

significado clínico Relacionado com a Observação de volume de e Composição Depende de Correlação com OS Dados Clínicos e NÃO PODE Ser inferida a Partir de Dados morfológicos Sozinho.

Localização: Bonneville proposto hum Sistema Útil e simples alfa-numérica Para classificar, de according com um Localização, a posição dos fragmentos de disco Que tenham migrado não sagital OU horizontal plano. 2,3 Usando limites anatômicos Familiares AOS Cirurgiões, Wiltse proposto Um Outro Sistema. 15,45 Anatomic "Zonas" e "níveis" São definidos usando OS seguintes marcos: borda medial das facetas articulares; medial, lateral, superior e Bordas Inferiores DOS pedículos; Aviões e coronal e sagital, nenhum centro do disco (Figura 16). Na (axial) plano horizontal, Estes Pontos de Referência de determinar OS limites fazer "zona central," uma "Zona sub-articular," uma "zona foraminal," uma "zona extra-foraminal," e um "zona anterior," respectively (Figura 17). Sem sagital plano (crânio-caudal), determinam OS limites fazer "Nivel de disco," uma "Nivel de infra-pedicular," uma "pedicular Nível," e um "Nível supra-pedicular," respectively (Figura 18). O Método NÃO e Tao do Preciso Como Desenhos retratam Porque fronteiras Tais Como como Bordas mediais de facetas e como paredes dos pedículos São curvas, mas o Método E simples, pratico e de uso Comum.

Mover-se de centro de Direito parágrafo laterais na axial (horizontal) de Avião, um Localização PODE ASSIM Ser Definido Como "central," "Direito central," "Direita sub-articular," "Direito foraminal," UO "Direito extra-foraminal." O termo "paracentral" E Menos Preciso fazer that Definir "Direito fundamentais" UO "deixou central," mas è Útil Para a Descrição de grupos de discos Que incluem Ambos, or when se fala informalmente when o Lado NÃO E significativa. Para Relatórios de OBSERVAÇÕES de Imagem de hum disco Específico, "Direito fundamentais" UO "deixou Central" must substituir o Uso do termo "paracentral." O termo "longe de laterais" Às vezes E USADO Como sinónimo de "extra-foraminal."

No plano sagital, um Localização PODE Ser Definida Como "discal," "infra-pedicular," "supra-pedicular," UO "pedicular." Nenhuma coronal Plano, "anterior," em relaçao Ao disco, Significa ventral Ao plano medio-coronal fazer vertebral Corpo.

mensagens Relacionados

  • Intervertebral Doença nomenclatura do disco …

    Intervertebral nomenclatura Doença do disco Mudou Ao Longo dos anos, e Uma familiaridade com como definições Atuais E essencial para quê Uma Comunicação clara DEVE Ser alcançado atraves de Relatórios de radiologia ou …

  • Código Internacional de Nomenclatura …

    Pará como algas, fungos e plantas (Código Melbourne) Preparados e editados POR J. McNeill, Presidente F. R. Barrie, W. R. Buck, V. DEMOULIN, W. Greuter, D. L. Hawksworth, P. S. Herendeen, S. Knapp, K ….

  • HIV classificação do CDC e de da OMS sistemas de estadiamento, Estágios de HIV.

    Sistemas de Fundo HIV Doença de Paragem e de Classificação São Ferramentas Essenciais Para o Acompanhamento e monitoramento da epidemia de HIV e Pará fornecer Médicos e patients INFORMAÇÕES IMPORTANTES …

  • Lizard Classificação, FAMÍLIAS …

    Identificar Diferentes Tipos de lagartos É Fácil, Porque a maioria TEM Uma forte semelhança de Família! Neste Guia, a Seção de Classificação de lagarto Que Traça como principais fileiras taxonômicos, a Partir da …

  • Nomenclatura parágrafo Muito superficial …

    Citation Am J Dermatopathol. Dez de 2006; 28 (6): 537-45. Abstract 17122500 [PubMed – indexado sem MEDLINE] completa …

  • Câncer de laringe – TMN Classification …

    Encenar o Câncer E UMA Maneira uniforme de documentar Como e grande o Câncer E E quão longe Ela se espalhou. Ambas como opções Prognóstico e Tratamento Sera Muito dependendo do Estágio do Câncer. O …